A Cidade do Cérebro

Nossa História

A ideia de se criar uma cidade física que pudesse reunir por determinado período em cada ano especialistas em neurociências para que pesquisassem juntos e trocassem conhecimentos com o nome de “Cidade do Cérebro” surgiu durante a realização do “Primeiro Congresso Internacional de Aprendizagem Acelerativa”, realizado em 1982, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), com a presença de vinte conferencistas de vários países.

A aprendizagem acelerativa (Não confundir com “acelerada”) é uma forma de ensino/aprendizagem de modo a mobilizar potencialidades do cérebro a fim de que os alunos aprendam melhor e mais rápido. Na ocasião pensava-se em construir uma pequena cidade realmente (Sonhar não é proibido!), pois o assunto valia bem qualquer esforço.

Nessa época ainda nem se falava em "Década do Cérebro", aprovada pelo Congresso Americano na década de 90. O espírito que norteou essa iniciativa era o mesmo que animou a Cidade do Cérebro: estimular pesquisas e estudos sobre o cérebro, principalmente no que ele é capaz de realizar.

A dedicação aos estudos do cérebro realizador continuou e, em 1984, em congresso na Suécia, foi lançada a Emotologia, um conjunto de conhecimentos sistematizados para promover o desenvolvimento das potencialidades humanas como elemento de autorrrealização. Na mesma ocasião foi lançada a Teoria de que a aprendizagem depende mais dos sistemas das emoções que do intelecto, o que deu origem à Inteligencia Emocional.

 

Nosso Corpo Científico

Prof. Luiz Machado, PhD

Prof. Luiz Machado, PhD.

Fundador e Diretor Geral da Cidade do Cérebro

Biografia Completa

Prof. Mônica Panasco, PhD

Prof.ª Mônica Panasco, PhD.

Responsável pelos Cursos

Biografia Completa

Prof. Marta Relvas, PhD

Prof.ª Marta Relvas

Professora e Pesquisadora Convidada da Cidade do Cérebro

Biografia Completa